7 motivos para viajar no inverno!

1. Preços convidativos: De modo geral o inverno costuma ser um período de baixa temporada, com exceção, é claro, das estações de Ski. Assim, você consegue preços mais convenientes tanto na compra das passagens aéreas, quanto na reserva de hotéis.

2. Filas menores: Apesar de os dias serem mais curtos, e, portanto, anoitecer mais cedo, você vai economizar um tempo preciosíssimo evitando, na maioria das atrações turísticas, enfrentar filas gigantescas. Existem atrações, é claro, que mesmo durante o inverno possuem filas enormes, como a visita à Torre Eiffel em Paris. Embora possam haver filas, elas serão exponencialmente menores.

3. Melhor atendimento nos restaurantes e lojas: Como os locais não estão com a lotação máxima, você será melhor atendido em restaurantes e lojas. A concorrência por mesas, e pelo atendimento de garçons é menor, os atendentes não estão sobrecarregados, e você consegue aproveitar refeições e compras com muito mais tranquilidade.

4. Cenários cobertos de neve: A neve, apesar dos transtornos, é capaz de trazer uma aura mágica para as paisagens. Muitas cidades são verdadeiros cenários de contos de fadas no inverno, como Rothenburg ob der Tauber e Schwangau, na Alemanha, e Hallstatt na Áustria.

5. Modelitos elegantes: Além de evitar a indesejada transpiração, o frio, sim, possibilita que você seja ou sinta-se mais elegante. Vestir um belo casaco de lã batida, por exemplo, traz outro estilo ao modelito. Indico para compor o look de viagem de inverno, os casacos de lã da Moni, com lã de altíssima qualidade, e cortes fantásticos!

6. Vinhos e cafés: Quem não gosta dessa bebida dos deuses extraída da uva? Vamos concordar, que vinho e inverno formam um par perfeito! E além de ser uma delícia, o vinho vai lhe ajudar a manter-se aquecido. Mas, se você não é fã de bebidas alcoólicas, sempre pode optar pelo tradicional café, a melhor pedida pra acompanhar as paradas durante os passeios.

7. Silêncio e paz: Cidades menores são pura paz durante o inverno. Muitas delas quase não recebem turistas nessa época. Assim, você aproveita quase que exclusivamente as suas atrações, e, de quebra, sente por alguns dias o gostinho de quem vive na cidade. E vamos combinar, que o silêncio é valioso, e pode transformar a sua viagem em uma ótima maneira de recarregar as energias e renovar o espírito.

7 dicas para quem vai viajar no inverno

1. Leve roupas térmicas na mala: Para enfrentar o frio, separe roupas térmicas, incluindo meias, meias-calças, e segundas peles. É importante que essa primeira camada consiga conservar o calor do corpo e controlar a umidade. Para isso indico os produtos da Columbia, referência mundial em produtos de alta qualidade para enfrentar o frio. O inverno em alguns países pode ser muito rigoroso, assim, quanto mais quentes forem as suas camadas, mais protegido você estará. Não esqueça de levar luvas, toucas, e cachecóis. Além disso, é uma ótima oportunidade para usar aquelas malhas mais pesadas.

2. Prepare passeios alternativos para dias com chuva ou muita neve: É comum chover nos dias do inverno, e, dependendo da região, nevar. A neve é um encanto, mas quando cai em grande quantidade pode gerar transtorno nas cidades e prejudicar a visibilidade. Para esses dias, prepare passeios alternativos, que podem incluir visitas a museus, galerias de arte, cafeterias, etc. Aproveite esses dias para relaxar, tomar um bom vinho ou um tradicional café.

3. Acorde cedo para aproveitar a luz do dia: Com os dias mais curtos, o sol se despede mais cedo. Para aproveitar bem a luz do dia, pule cedinho da cama, tome um café reforçado, e vá logo pra rua. Quando possível, durma cedo, para recarregar as energias para o próximo dia de passeio.

4. Leve um casaco coringa que seja muito quente e impermeável: A maioria dos locais em cidades com inverno rigoroso possuem calefação, assim, você não precisa usar tantas camadas de roupas quando estiver em lugares fechados. No entanto, quando sair às ruas, o frio será intenso. Com um casaco muito quente você consegue transitar bem entre locais abertos e fechados, sem passar nem frio nem calor. Além disso, é importante que o seu casaco seja impermeável, para que mesmo com chuva ou neve, você permaneça protegido e aquecido.

5. Faça apenas lanches rápidos durante o dia: Já que a luz do dia é escassa, evite se estender em longas refeições durante o dia. Lembre de tomar um café da manhã bem reforçado, e faça lanches rápidos e leves durante o restante do dia. Aproveite a noite para ter uma refeição mais completa e sossegada. Assim você não é arremetido por aquele “soninho” pós almoço, e aproveita melhor as horas do dia para passear.

6. Leve botas antiderrapantes e impermeáveis: Leve na mala botas quentes, antiderrapantes e impermeáveis. Se estiver nevando, é melhor estar calçando botas que possuam pequenas garras em seu solado, para evitar um acidente. É imprescindível, no entanto, que as botas sejam impermeáveis, para que, mesmo diante de chuva ou neve forte, você permaneça com seus pés secos e quentinhos.

7. Mantenha-se hidratado: Mantenha-se hidratado por fora e por dentro. Use protetor solar, e leve cremes hidratantes para usar à noite após os passeios. O frio, quando muito severo, diante de temperaturas negativas, resseca extremamente a pele, e pode, até mesmo, ocasionar queimaduras. Mantenha os lábios hidratados, com manteiga de cacau ou hidratantes labiais que podem ser facilmente encontrados em qualquer farmácia. E não esqueça, no frio, temos a tendência de beber menos água, mas ela é tão ou mais importante. Portanto beba muita água e mantenha-se hidratado, para curtir sua viagem sem transtornos.

7 dicas para economizar na próxima viagem

1. Planeje sua viagem com antecedência:
Essa dica não é novidade pra ninguém, mas não custa lembrar: planejamento é tudo.
Pesquise o valor das passagens aéreas com antecedência. De modo geral quanto mais próxima é a data da viagem, mais alto será o valor das passagens. Além disso, fique de olho nas promoções de sites como Melhores Destinos (www.melhoresdestinos.com.br). Você pode instalar o aplicativo do serviço no seu celular, e receber notificações instantâneas das últimas promoções. Caso você possua flexibilidade na escolha das datas, utilize sites de buscas como Kaiak (https://www.kayak.com.br/) ou Skyscanner (https://www.skyscanner.com.br/), onde é possível realizar uma busca mais abrangente tanto com relação a datas como também a locais.

2. Aproveite os programas de vantagens:
Faça uso de programas de vantagens, como, por exemplo, do site Hoteis.com (https://www.hoteis.com/), onde você garante 1 diária grátis a cada 10. Ainda, use milhas. Em muitos trechos, é possível usá-las para comprar suas passagens. Mas fica um alerta, o preço realmente vale a pena quando você compra todo o valor do trecho em milhas. Muitas vezes a combinação Milhas + Dinheiro acaba saindo mais cara.

3. Viaje no inverno:
Além de inúmeras outras vantagens, – como filas exponencialmente menores, ambientes sem multidões – viajar no inverno sai muito mais barato. Passagens aéreas e Hotéis costumam ter preços bem convidativos durante o frio (com exceção de locais que oferecem esportes de inverno).

4. Pesquise por destinos mais baratos:
Quer aproveitar muito as férias, conhecer lugares surpreendentes e ainda gastar menos? Procure destinos mais econômicos, como Itália, Espanha, Republica Checa e algumas regiões da Alemanha. Países da América do Sul, também são uma boa pedida!

5. Use e abuse do transporte público:
Evite usar taxi. Cidades grandes nos Estados Unidos e na Europa costumam ser bem servidos no que se refere ao transporte público. Use trem, tram, metro, ônibus, e caminhe. Caminhar é um dos modos mais ricos de se conhecer verdadeiramente os lugares, pois se há tempo para apreciar os detalhes do caminho.

6. Fique atento na hora do lanche:
Na hora da fome, evite frequentar os lugares muito próximos às atrações turísticas. Conforme você se distancie algumas quadras, os preços tendem a diminuir bastante. Além disso, leve consigo lanches práticos, e muita água para se hidratar durante os passeios.

7. Compre Pass Tickets:
A maioria das grandes cidades oferece a opção de comprar Pass Tickets, um valor único que engloba diversas atrações, e, ainda, poupa o turista das filas. Se você realmente for
visitar a maioria das atrações que compõe o Pass, o preço total gasto em entradas ficará mais em conta. Algo parecido pode ser adquirido, no que diz respeito ao transporte público, mas o sistema depende muito de cada cidade.

E afinal, quanto mais a gente economiza mais viagens a gente pode contar!

Gostou das dicas? Ficou com alguma dúvida? Mande uma mensagem que a gente responde!